snowstorm

sexta-feira, 8 de junho de 2012

ESCALA GEOGRAFICA DA TERRA


Durante os séculos XIX e XX os geólogos usaram princípios de datação relativa e absoluta das rochas, cruzaram informação geológica de vários pontos do globo, tendo sido possível a construção da escala dos tempo geológicos - um calendário de idade relativa da história geológica da Terra. Cada intervalo de tempo desta escala é relacionável com um determinado conjunto de fósseis característicos.



A escala dos tempos geológicos está organizada em quatro grandes categorias hierárquicas de unidades de tempo: eons, eras, períodos, e épocas, sendo o eon a unidade maior:



A escala dos tempos geológicos:



Eras Geológicas


As eras geológicas são divisões por escala de tempo geológico que podem ser subdivididos em períodos a fim de se conhecer a longa vida do planeta. As eras são caracterizadas pelas formas em que os continentes e os oceanos se distribuíam e os seres viventes que se encontravas neles.

As eras geológicas são as seguintes: Pré-Cambriana, Paleozóica, Mesozóica e Cenozóica.


A Era Pré-Cambriana



É a mais antiga que se conhece onde não se pode afirmar com exatidão o seu início, mas acredita-se que esta era se prolongou por mais de 4 bilhões de anos. Esta data se fez conhecida através de estudos baseados na radioatividade que consegue detectar a perda de partículas em átomos instáveis.

Os continentes desta era eram formados por rochas metamórficas e ígneas. Acredita-se que estavam localizadas nelas as maiores reservas de minérios e pedras preciosas. É também marcada pelo início da vida no planeta que são mostrados em fósseis de 2 bilhões de anos originados de algas, medusas, bactérias e etc.


A Era Paleozóica



É a era que vem depois da pré-cambriana e antecessora da era mesozóica. Neste período que durou entre 325 e 280 milhões de anos, surgiram os primeiros animais invertebrados. Por ser dividida em seis períodos, cambriano, ordoviciano, siluriano, devoniano, carbonífero e permiano, o aparecimento desta classe de animais se fez presente no período mais antigo, o cambriano.

Neste período rodeado de transformações está registrada a existência da grande extinção de espécies que chegou a 90%. Também se pode destacar a formação da Pangea a partir de diversos blocos de rochas menores que se colidiram.


A Era Mesozóica


É a era posterior à paleozóica e a que vem antes da cenozóica. É conhecida como a Idade dos Répteis devido ao aparecimento dos dinossauros neste período, além de moluscos e outros. O clima do planeta neste período era quente, uniforme e tendia para o resfriamento dos pólos. Já era possível observar a formação dos continentes do sul.

Seu período de duração ficou entre 140 e 160 milhões de anos que se dividem em períodos denominados Triássico, Jurássico e Cretáceo. Durante estes períodos ocorrem importantes mudanças no cenário do planeta como a extinção dos dinossauros, a proliferação de amonites, que também foram extintos, o surgimento das aves, peixes, mamíferos e plantas angiospermas.


A Era Cenozóica


É a era posterior à mesozóica e se iniciou a 60 milhões de anos. É marcada pelo surgimento da vida humana sobre a Terra e o aperfeiçoamento das espécies já existentes. Observa-se a formação de Alpes, Andes e do Himalaia a partir da grande movimentação vulcânica e o enorme número de mamíferos que passam a dominar a Terra após a extinção dos dinossauros. Os mamíferos se espalham com facilidade por todo o território. 

fonte : intenet