snowstorm

segunda-feira, 30 de março de 2015

PODEMOS VIVER SEM ALGUNS ÓRGÃOS.


 Pode parecer estranho, mas os seres humanos podem sobreviver sem alguns órgãos. O novo Papa Francisco I, por exemplo, teve parte de um pulmão removido quando era adolescente para tratar uma infecção e têm atualmente 76 anos de idade. Porém, mesmo se todo o seu pulmão fosse removido, o pulmão remanescente teria se inflado para ocupar parte do espaço livre, permitindo que o Papa pudesse continuar a viver como uma pessoa saudável.

Veja abaixo outros casos de órgãos que podem ser retirados e permitirem que o corpo continue funcionando.



Rim:

após a retirada de um rim é possível seguir vivendo com poucos problemas de saúde ou até mesmo nenhum, tendo uma expectativa de vida normal.



Baço:

a função do baço é filtrar o sangue e ajudar no combate à infecções. Caso ele seja removido, a pessoa segue vivendo normalmente, tendo como desvantagem apenas uma maior probabilidade de desenvolver infecções.



Órgãos reprodutivos:

mulheres podem remover seus úteros e homens podem remover seus testículos sem que isso cause problemas de saúde.



Estômago:

quando o estômago é removido o intestino delgado é conectado ao esôfago. O procedimento permite que quase todos os alimentos possam ser ingeridos, porém a pessoa pode precisar comer refeições menores e tomar suplementos de dieta caso ocorram problemas para a absorção de nutrientes.



Apêndice:

Já ouviu falar de alguém que teve apendicite e removeu o apêndice? Então, o apêndice pode ser retirado, ela servia como reservatório de amido nos herbívoros (ancestrais), mas hoje o fígado utiliza glicogênio, 
blá blá blá (é uma longa explicação). 

fonte: boasaude